Experiências à parte

Estamos sempre tentando repetir as experiências boas que tivemos e tentando evitar repetir as ruins. Enquanto esse comportamento faz todo o sentido do mundo, tanto racionalmente quanto instintivamente (afinal de contas, se você tomou choque uma vez, ao colocar o dedo na tomada, é de se esperar que vá tomar na próxima, também), questiono-me se não acabamos o estendendo a coisas complexas demais. Coisas que não têm um resultado só. Por exemplo, se saltarmos (sem …

Continue lendo →

Filosofia de boteco

Trinta ralos convergentes no centro Tem uma roda, Mas somente os vácuos entre os raios É que facultam seu movimento. O oleiro faz um vaso, manipulando a argila, Mas é o oco do vaso que lhe dá utilidade. Paredes são massas com portas e janelas, Mas somente o vácuo entre as massas Lhes dá utilidade – Assim são as coisas físicas, Que parecem ser o principal, Mas o seu valor está no metafísico. ————————————————————— A …

Continue lendo →

Quase algo

Meio ideias, meio trocadilhos, meio poesias, meio filosofias, meio frases de efeito. Mas, quem se importa? – Não estar pronto, nunca impediu a vida de acontecer… – Quando se reduz tudo a nada, que diferença faz alguma coisa? – Porque tudo é finito e, no fim, é imortal.

Continue lendo →