Uma obra elaborada e produzida com muito coração. É de uma delicadeza e cuidado profundos, agradando olhos e ouvidos. Quase uma poesia.

Sobre o conteúdo? É o que é para cada um. Está ali para tirarem dele o que quiserem. Pode ser bom, ruim ou indiferente.

Curioso como nós somos um “filtro” para a vida, não? Tudo o que acontece à nossa volta está sujeito aos nossos sentidos e à nossa interpretação (subjetiva). De certa forma, somos os nossos próprios (e únicos?) limitadores e potencializadores.

http://www.youtube.com/watch?v=V0gquwUQ-b0